contato@bitcolor.com.br/h3>

Dummy (triloquist), não preciso dizer mais nada!

Filmes

Dummy – O Boneco Assassino (Triloquist) narra a história de uma garota completamente estranha e seu irmão para poder encontrar uma noiva para este e ter filhos.

Triloquist tenta ser um filme de terror, mas a unica coisa de horrorizante nesse filme, são seus erros.

Para começar, o boneco aparece diversas vezes na mesma cena, duplicado, como se fosse um clone, provavelmente por algum erro de produção ou por alguma coisa que o diretor quis passar, que não teve explicação nenhuma.

Logo no começo do filme podemos ver o Dummy matando, alias, ver não, vemos uma mão de boneco cortando nitidamente um pedaço de espuma com recheio de bubaloo morango, matando uma criança, que não gritava de dor, e sim, pelo o fato de parecer sentir cócegas (?).

A história começa quando a mãe de duas crianças cria o dummy, por ser ventríloca( ou ventrilouca), como o pai batia muito nos filhos e na mãe, o boneco criou vida e o matou (?).

Porém no filme não se sabe se o boneco era vivo ou se os irmãos eram loucos e fantasiavam tudo.

Diante de muitas desviravoltas, o irmão arma um plano com o dummy para matar a irmã, a qual ele mantinha estranhas relações sexuais.

No final, a garota mata o irmão e termina com o dummy segurando dois bebês meio boneco meio humanos, filhos da garota, que ele comeu escondido, quando ela pensou estar fazendo sexo com o irmão (?)

Enfim, o filme é louco, estranho, cheio de falhas e ainda por cima, uma merda.

NÃO ASSISTAM

Rodrigo Portillo

@portillodesign

Gosto tanto de design que aprendi programação e regras para garantir a estabilidade de meus projetos. Trabalho e trabalhei com desenvolvimento full-stack em diversas linguagens, como Flex, PHP, Java, Javascript, dentre outras. Ainda trabalhei alguns anos como designer gráfico e ilustrador.
Busque mais informaçoes pelo LinkedIn.